Clínica Hiperbárica

CONHEÇA NOSSAS CLÍNICAS HIPERBÁRICAS

MEDICINA HIPERBÁRICA (Clique no video para iniciar)

 

 

A Oxigenoterapia Hiperbárica (OHB) é um método terapêutico na qual o paciente inala oxigênio puro a uma pressão superior à atmosférica, no interior de um equipamento denominado câmara hiperbárica, a fim de promover cura de lesões de pele mais rapidamente, o combate de diversas infecções e doenças graves.

A elevação da pressão parcial do oxigênio no organismo em um ambiente pressurizado aumenta a solubilidade deste gás nos tecidos, diminuindo a hipoxemia (baixa concentração de oxigênio) nas lesões.

Com isso promove melhor combate a infecções (devido aumento das atividades fagocitárias), e otimização dos antibióticos (sinergismo). Além disso, formação de novos vasos sanguíneos (neoangiogênese através do efeito compensatório da hipóxia) e promoção da cicatrização (otimizando a ação de fibroblastos e auxiliando no processo de epitelização da pele lesada).

 

 

 

 

Câmara Multiplace, equipamento seguro e moderno, pressurizado com ar respirável. Possui capacidade para até 15 pacientes e 01 Guia Interno (profissional da saúde).

Como entretenimento a Câmara Multipaciente dispõe internamente de TV e sistema de som, além de ar condicionado.

Todos os itens oferecendo conforto e segurança aos pacientes em conformidade com  a  ANVISA sob o Registro no. 80642980001.

 

 

Benefícios da OHB:

  1. Acelera o processo de recuperação de várias patologias agudas e crônicas;
  2. Diminuição dos custos globais dos tratamentos pela aceleração da recuperação do paciente e consequentemente redução no tempo de hospitalização;
  3. Abordagem menos agressiva e mais conservadora das intervenções cirúrgicas, reduzindo os custos e melhorando a qualidade de vida do paciente;
  4. Aumento da satisfação dos pacientes pela melhora significativa dos mesmos ou familiares;
  5. Redução do tempo de internação, do emprego de antibióticos e da necessidade de cirurgias mutiladoras.
     

A OHB é utilizada no mundo todo há cerca de meio século, já no Brasil, de forma reconhecida, há mais de 20 anos.

Sua aplicação é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina(Resolução 1475/95), que estabelece os pontos mais importantes dessa atividade, enquanto a Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica(SBMH) estabelece critérios para a classificação das lesões e dos pacientes que serão submetidos ao tratamento.

 

Para maior conhecimento, além de consultar seu médico, sugerimos os links:

 

 

 

DEPOIMENTOS

Tratamento

A Oxigenoterapia Hiperbárica (OHB) consiste na inalação de oxigênio puro, submentendo o paciente a uma pressão 2 a 3 vezes maior que a pressão existente ao nível do mar. O tratamento é realizado em câmaras hiperbáricas, que são, básicamente, cilindros fabricados em aço que suportam pressão. Nas Clínicas Hiperbáricas de Campina Grande, João Pessoa, Sorocaba, Taubaté e São Paulo utilizamos a câmara multiplace, onde podem ser tratados simultâneamente até 14 pacientes, que são acompanhados por um enfermeiro devidamente treinado, além de todo o procedimento ser monitorado externamente pelos nossos profissionais. Também é possível realizar o tratamento dos pacientes acamados e obesos. O Oxigênio é fornecido por meio de máscaras e cada sessão dura de 90 a 120 minutos. Durtante as sessões de tratamento ocorre a normalização da cicatrização de feridas, o combate de diversas infecções e outras doenças graves. O custo-benefício da utilização desse método terapêutico é excelente, pois ele reduz o tempo de utilização de antibióticos, proporciona abordagem menos agressiva e invasiva por parte das intervenções cirurgicas (tal como a amputação), reduz o número de cirurgias, o tempo de recuperação e de hospitalização do paciente.

 

Indicações de Oxigenoterapia Hiperbárica pelo Conselho Federal de Medicina - RESOLUÇÃO CFM nº 1.457/95:

 

  • Embolias gasosas;
  • Doença descompressiva;
  • Embolias traumáticas pelo ar;
  • Envenenamento por monóxido de carbono ou inalação de fumaça;
  • Envenenamento por cianeto ou derivados cianídricos;
  • Gangrena gasosa;
  • Síndrome de Fournier;
  • Outras infecções necrotizantes de tecidos moles: celulites, fascites e miosites;
  • Isquemias agudas traumáticas: lesão por esmagamento, síndrome compartimental, reimplantação de extremidades amputadas e outras;
  • Vasculites agudas de etiologia alérgica, medicamentosa ou por toxinas biológicas (aracnídeos, ofídios e insetos); Queimaduras térmicas e elétricas;
  • Lesões refratárias: úlceras de pele, lesões pé-diabético, escaras de decúbito, úlcera por vasculites auto-imunes, deiscências de suturas;
  • Lesões por radiação: radiodermite, osteorradionecrose e lesões actínicas de mucosas;
  • Retalhos ou enxertos comprometidos ou de risco;
  • Osteomielites;
  • Anemia aguda, nos casos de impossibilidade de transfusão sangüínea.

CONTATO

Horário de Funcionamento: Segunda à sexta-feira: das 8h às 17h e Sábados: 8h às 12h